Bem vindo ao Seminário de Métodos Qualitativos

Esta é uma Página dinâmica

Ao longo do semestre poderão ser (a) acrescentadas outras referências, (b) atualizados links para recursos externos, (c) modificado o cronograma das aulas em função de eventos não previstos, (d) feitas outras modificações para ajudar ao aluno a melhorar o seu desempenho nesta disciplina.

A Disciplina

  1. UnB/IP/PST — Seminário em Psicologia 6 — 324060 — Segundo semestre 2003
  2. Créditos: 04-00-08 - Carga Horária: 60 horas/aula 
  3. Horário: quartas, 14:10 - 17:50 com um intervalo de 20 minutos
  4. Local: sala BT 016/63
  5. Professor: Hartmut Günther [ hartmut@unb.br ]
  6. Horário de Atendimento: a combinar, Tel: 307-2625 Ramal: 220; e-mail: vide acima
  7. Preparamos uma lista / um grupo de discussão para este seminário, do qual os alunos devem participar
    1. para inscrever-se na lista: metqual22003-subscribe@yahoogroups.com
    2. para enviar mensagens à lista / ao grupo: metqual22003@yahoogroups.com

Ementa

Conteúdo variado em Psicologia; em 2/2003, ênfase em: Métodos de Pesquisa Qualitativa:  Bases teóricas e diferenças entre pesquisas qualitativas e quantitativas. Método de pesquisa qualitativa. Utilização de programas computacionais. Integração de resultados qualitativos e quantitativos.

Objetivo Geral

Baseado em leituras de textos clássicos e atuais da área, estudar os múltiplos relacionamentos entre análises quantitativas e qualitativas nas ciências sociais. Apresentação de técnicas de análise de dados qualitativos.

Cronograma das Aulas (atualização de 24/09) (i.e., sujeito a atualizações e acréscimos)

Aula Data Assunto
1 20 agosto Introdução ao seminário
A abordagem multilateral de pesquisa - alguns contrastes / diferenciações entre pesquisa qualitativa e quantitativa 
2

3 setembro 

História da abordagem qualitativa: Mayring, cap 1
3

10

Teoria da abordagem qualitativa: Mayring, cap 2; Kidder & Fine, 1997
4 17 Características da pesquisa qualitativa
 

24

< cancelada >
5

1 outubro

Kidder & Fine, 1997; Glaser & Strauss, 1965
6 8 Delineamentos de pesquisa qualitativa: Mayring, cap 3
estudo de caso
análise de documentos
pesquisa-ação (Sommer & Amick, 1984)
8

15

Delineamentos de pesquisa qualitativa: Mayring, cap 3
pesquisa de campo
experimento qualitativo
avaliação qualitativa
9

22

Procedimentos e técnicas de análise qualitativa
técnicas de levantamento de dados
técnicas de preparação de dados
técnicas de análise de dados
10 29 Uso do computador
11 5 novembro Critérios de qualidade da pesquisa qualitativa
12  12
13 19 Integração de métodos qualitativos e quantitativos (SSRC, 1954; Sieber, 1973; Myers, 1977).
14 3 dezembro
15

10

Entrega do trabalho final
Avaliação da disciplina

A avaliação basear-se-á nas seguintes atividades:

  1. Textos breves
    • preparação de textos breves - para instruções, veja aqui [arquivo exige Adobe Acrobat 5.0] - sobre os textos chaves de cada semana (15%);
  2. Artigo de revisão
    • elaboração de um manuscrito para publicação de um artigo de revisão, sobre algum assunto relacionado ao tema do seminário (50%);
  3. Pesquisas Bibliográficas
    • boa parte da literatura e, especialmente, dos exemplos, são de contextos culturais não-brasileiros; cada aluno deve trazer cinco exemplos (artigos, capítulos, dissertações, teses) de uma determinada técnica e/ou abordagem dentro da metodologia qualitativa.
  4. Análise de uma tese ou dissertação
    • Escolhe uma dissertação ou tese que utilizou uma abordagem qualitativa
  5. Observações
    • Menções: SS 90 - 100 pontos; MS 70 - 89; MM 50 - 69; MI 30 - 49; II 01 - 29; SR 00 ou mais do que 25% de faltas;
    • não-participação em qualquer atividade acima implica automaticamente na menção II.
  6. Nulla dies sine linea
    • (nenhum dia sem uma linha de texto) 
      Aplicado à pós-graduação, quer dizer, nenhum dia sem ler, estudar, pesquisar e/ou escrever. Ou, colocado de outra maneira, não deixem as coisas, especialmente a pesquisa bibliográfica e os textos breves, para o último momento. Nada mais caro do que juros de mora - especialmente, no que diz respeito a qualidade do produto. 

Referências

Alexa, M., & Zuell, C. (1999). Commonalities, differences and limitations of text analysis software: The results of a review. Mannheim: ZUMA. Disponível no sítio: http://www.gesis.org/Publikationen/Berichte/ZUMA_Arbeitsberichte/documents/pdfs/99_06.pdf
Banister, P., Burman, E., Parker, I., Taylor, M., & Tindall, C. (1994). Qualitative methods in psychology: A research guide. Buckingham, England: Open U Press.
Barbier, R. (2002). A pesquisa-ação. Brasília, DF: Plano.
Bauer, M. W., & Gaskell, G. (Eds.). (2002). Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som. Petrópolis, RJ: Vozes. (original 2000).
Becker, H. S. (1998). Tricks of the trade: How to think about your research while you're doing it. Chicago, IL: U Chicago Press.
Bernard, H. R. (1995). Research methods in anthropology: Qualitative and quantitative approaches. Walnut Creek, CA: Altamira.
Boudon, R. (Ed.). 1993). Paul F. Lazarsfeld: On social research and its language. Chicago, IL: U Chicago Press. 
Brandão, C. R. (Org.). (1981). Pesquisa participante. São Paulo, SP: Brasiliense.
Brandão, C. R. (org.). (1984). Repensando a pesquisa participante. São Paulo, SP: Brasiliense.
Carvalho da Silva, R. (1998). A falsa dicotomia qualitativo-quantitativo: paradigmas que informam nossas práticas de pesquisa. Em G. Romanelli & Z, M. M. Biasoli-Alves (Eds.), Diálogos metodológicos sobre práticas de pesquisa. Ribeirão Preto, SP: Ed. Legis Summa. 
Converse, J. M., & Schuman, H. (1974). Conversations at random: Survey research as interviewers see it. New York: Wiley.
Camic, P. M., Rhodes, J. E., & Yardley, L. (Eds.). (2003). Qualitative research in psychology: Expanding perspectives in methodology and design. Washington, DC: American Psychological Association.
Denzin, N. K., & Lincoln, Y. S. (Eds.). (1994). Handbook of qualitative research. Thousand Oaks, CA: Sage. (2nd Ed. - 2001).
Eisner, E. W., & Peshkin, A. (Eds.). (1990). Qualitative inquiry in education: The continuing debate. New York: Teachers College.
Fetterman, D. M. (1998). Ethnography. EM L. Bickman & D. J. Rog (Eds.), Handbook of applpied social research methods (pp. 473-504). Thousand Oaks, CA: Sage.
Girden, E. R. (1996). Evaluating research articles. Thousand Oaks, CA: Sage.
Glaser, B. G., & Strauss, A. L. (1965). Discovery of substantive theory: A basic strategy underlying qualitative research. The American Behavioral Scientist, 8(1), 5-12. [disponível no Xerox do Multiuso, pasta # 73] Este texto constitui o ponto de partida da grounded theory.
Grunenberg, H. (2001). Die Qualität qualitativer Forschung. Eine Metaanalyse erziehungs- und sozialwissenschaftlicher Forschungsarbeiten [A qualidade da pesquisa qualitativa: uma meta-análise de trabalhos de pesquisa nas áreas de pedagogia e ciências sociais]. Marburg: Instituto de Pedagogia da Univ Marburg - Diplomarbeit (aprox equiv ao mestrado). 
Disponível na internet no endereço www.maxqda.de/maxqda/downloads/grunenberg.pdf 
Partes deste trabalho serão traduzidas no decorrer do seminário.
Günther, H. (1999). Como elaborar um questionário. Em L. Pasquali (Org.) Instrumentos psicológicos: manual prático de elaboração (pp. 231-258). Brasília, DF: UnB/IP/LabPAM. http://www.unb.br/ip/lpa/pdf/guenther_1999_quest.pdf 
Günther, H. (2000). Sugestões para a elaboração de um relato de pesquisahttp://www.unb.br/ip/lpa/pdf/Sugestoes.pdf 
Günther, H. (2001). Um modelo de artigo: Considerações formais. http://www.unb.br/ip/lpa/pdf/ModeloArtigo.pdf 
Günther, H. (2003). [Auto-]Avaliação de um relato ou projeto de pesquisa. Série Planejamento de Pesquisa nas Ciências Sociais, N° 6. Brasília, DF: UnB, Laboratório de Psicologia Ambiental. www.unb.br/ip/lpa/pdf/06AutoAvaliacao.pdf 
Günther, H., Brito, S. M. O., & Silva, M. S. M. M. (1989). Relação entrevistador - entrevistado: um exemplo de técnica de entrevista com grupos marginalizados - meninos na rua. Psicologia: Reflexão e Crítica, 4(1/2), 12-23. [disponível no Xerox do Multiuso, pasta # 73]
Günther, H., & Lopes Jr., J. (1990). Perguntas abertas versus perguntas fechadas: uma comparação empírica. Psicologia: Teoria e Pesquisa, 6, 203-213. [disponível no Xerox do Multiuso, pasta # 73]
Günther, I. (1998). Contacting subjects: the untold story. Culture and Psychology, 4(1), 65-74.  http://www.unb.br/ip/lpa/pdf/isoldauntold.pdf 
Jorgensen, D. (1989). Participant observation: A methodology fo human studies. Thousand Oaks: Sage.
Kidder, L. H., & Fine, M. (1997). Qualitative inquiry in psychology: A radical tradition. Em D. Fox & I. Prilleltensky (Eds.), Critical psychology: An introduction (pp. 34-50). Thousand Oaks, CA: Sage. [disponível no Xerox do Multiuso, pasta # 73]
Kirk, J., & Miller, M. L. (1986). Reliability and validity in qualitative research. (Sage University Papers Series on Qualitative Research Methods, Vol 1). Thousand Oaks, CA: Sage.
Krippendorf, K. (1980). Content analysis: An introduction to its methodology. Thousand Oaks, CA: Sage.
Lazarsfeld, P. (1944). The controversy over detailed interviews: An offer for negotiation. Public Opinion Quarterly, 8, 38-40. [disponível via Internet: www.bce.unb.br -> JSTOR ]
Lee, R. M. (1993). Doing research on sensitive topics. Thousand Oaks, CA: Sage.
Link, H. C. (1943). An experiment in depth interviewing.  Public Opinion Quarterly, 7, 267-279. [disponível via Internet: www.bce.unb.br -> JSTOR ]
Maxwell, J. A. (1998). Designing a qualitative study. EM L. Bickman & D. J. Rog (Eds.), Handbook of applied social research methods (pp. 69-100). Thousand Oaks, CA: Sage. [disponível no Xerox do Multiuso, pasta # 73]
Mayring, Ph. (2002). Einführung in die qualitative Sozialforschung [Introdução à pesquisa social qualitativa]. Weinheim: Beltz.
Até a última atualização desta página (vide no rodapé), as traduções das seguintes partes do livros estão disponíveis nos respectivos links:
Capítulos Índice, prefácios e capítulos 01 à 03:  www.unb.br/ip/lpa/pdf/Mayring010203.pdf
Secção 1 do capítulo 04: www.unb.br/ip/lpa/pdf/Mayring041.pdf
Secção 2 do capítulo 04: www.unb.br/ip/lpa/pdf/Mayring042.pdf
Secções 3 e 4 do capítulo 04: www.unb.br/ip/lpa/pdf/Mayring043.pdf
Capítulos 05 à 07 e Referências: www.unb.br/ip/lpa/pdf/Mayring050607.pdf
McCall, G. J., & Simmons, J. L. (Eds.). (1969). Issues in participant observation: A text and reader. New York: Random House.
Miles, M. B., & Huberman, A. M. (1994). Qualitative data analysis: An expanded sourcebook, 2nd ed. Thousand Oaks, CA: Sage.
Newman, I., & Benz, C. R. (1998). Qualitative-quantitative research methodology: Exploring the interactive continuum. Carbondale, IL: Southern Illinois U Press.
Myers, V. (1977). Toward a synthesis of ethnographic and survey methods. Human Organization, 36, 244-251. [disponível no Xerox do Multiuso]
Patton, M. Q. (1987). How to use qualitative methods in evaluation. Thousand Oaks, CA: Sage.
Payne, S. L. (1951). The art of asking questions. Princeton, NJ: Princeton U Press.
Pereira, J. C. R. (1999). Análise de dados qualitativos: estratégias metodológicas para as ciências da saúde, humanas e sociaas. São Paulo: EDUSP.
Romanelli, G. (1998). A entrevista antropológica: troca e alteridade. EM G. Romanelli e Z. M. M. Biasoli-Alves (Eds.), Dialogos metodológicos sobre prática de pesquisa (pp. 119-133). Ribeirão Preto, SP: USP Pós-graduação em Psicologia.
Scaparo, H. (Org.). (2000). Psicologia e pesquisa: perspectivas metodológicas. Porto Alegre, RS: Ed. Sulina.
Sieber, S. D. (1973). The integration of fieldwork and survey methods. American Journal of Sociology, 78(6), 1335-1359. [disponível no Xerox do Multiuso, pasta # 73] 
Silva, R. C. (1998). A falsa dicotomia qualitativo-quantitativo: paradigmas que informam nossas práticas de pesquisa. EM G. Romanelli e Z. M. M. Biasoli-Alves (Eds.), Dialogos metodológicos sobre prática de pesquisa (pp. 159-174). Ribeirão Preto, SP: USP Pós-graduação em Psicologia.
Skott, H. E. (1943). Attitude research in the Department of Agriculture. Public Opinion Quarterly, 7, 280-292. [disponível via Internet: www.bce.unb.br -> JSTOR ]
Smith, J. A., Harré, R., & Langenhove, L. V. (Eds.). (1996). Rethinking methods in psychology. Thousand Oaks, CA: Sage.
Social Science Research Council (SSRC). (1954). Narrowing the gap between field studies and laboratory experiments in social psychology: A statement by the summer seminar. Items, 8(4), 37-42. [disponível no Xerox do Multiuso, pasta # 73]
Sommer, R., & Amick, T. (1984). Action Research: Linking research to organizational change. Davis, CA: U California, Center for Consumer Research. [ disponível, em Português: www.unb.br/ip/lpa/pdf/PesquisaAcao.pdf ].
Spink, M. J. (Ord.), (1999). Práticas discursivas e produção de sentidos no cotidiano: aproximações teóricas e metodológicas. São Paulo, SP: Cortez.
Stebbins, R. A. (2001). Exploratory research in the social sciences. (Sage University Papers Series on Qualitative Research Methods, Vol 48). Thousand Oaks, CA: Sage.
Stewart, D. W., & Shamdasani, P. N. (1998). Focus group research: Exploratory and discovery. EM L. Bickman & D. J. Rog (Eds.), Handbook of applied social research methods (pp. 505-526). Thousand Oaks, CA: Sage.
Thiollent, M. (1985). Metodologia da pesquisa-ação. São Paulo, SP: Cortez.
Webb, E., J., Campbell, D. T., Schwartz, R. D., & Sechrest, L. (1966). Unobtrusive measures: Nonreactive research in the social sciences. Chicago, IL: Rand McNally.
Webb, E., J., Campbell, D. T., Schwartz, R. D. Sechrest, L., & Grove, J. B. (1981). Nonreactive research in the social sciences (2nd Ed.).Boston, MA: Houghton Mifflin.
Weitzman, E. A., & Miles, M. B., (1995). Computer programs for qualitative data analysis: A software sourcebook. Thousand Oaks, CA: Sage.
Whyte, W. F. (Ed.). (1991). Participatory action research. Thousand Oaks, CA: Sage.
Wolcott, H. F. (1990). Writing up qualitative research. (Sage University Papers Series on Qualitative Research Methods, Vol 20). Thousand Oaks, CA: Sage.
Wolcott, H. F. (1994). Transforming qualitative data: Description, analysis, and interpretation. Thousand Oaks, CA: Sage. 

Yin, R. K. (1998). The abridged version of case study research: Design and methods. EM L. Bickman & D. J. Rog (Eds.), Handbook of applied social research methods (pp. 229-259). Thousand Oaks, CA: Sage. [disponível no Xerox do Multiuso, pasta # 73]

Outras referências
"A Internet" - programas de busca como google.com
sítios como
www.socresonline.org.uk o sítio de Sociological Research Online revista on-line
qualitative-research.net — o sítio de acesso a fontes sobre pesquisa qualitativa
www.qualitative-research.net/fqs/fqs-eng.htm sítio de Forum: Qualitative Social Research revista on-line
www.nova.edu/ssss/QR/ sítio de Qualitative Report revista on-line
nesta página há links para
mais de 40 revistas qualitativas que publicam na Internet
180 links para associações e sítios sobre pesquisa qualitativa
dezenas de artigos on-line
etc.
 

 

Envie mensagem a hartmut@unb.br com perguntas ou comentários sobre este site da Web. Alunos da disciplina devem enviar perguntas sobre o seminário a metqual22003@yahoogroups.com. Última modificação: 16 November, 2003