Disciplina
Disciplina em nível de pós-graduação
Número: 12.5130
Créditos: 02-00-02
Carga Horária: 30 horas/aula
Quintas, 10:00 - 12:00
Sala: a determinar
Ementa
Survey e alternativas. Survey face-a-face, via telefone, via correio. Elementos do instrumento de survey. Consideranções sobre amostragem: tipos de amostragem, número de respondentes e poder de inferências estatísticas.
Objetivos
Fornecer, de maneira teórica e prática, subsídios para o desenvolvimento de instrumentos de survey, bem como para a seleção de amostras de respondentes
Professor
Professor:
Hartmut Günther
Mais>>
Atendimento
Atendimento:
A combinar,
Telefone 307.2625 ext 220
e-mail: veja acima
Avaliação
A avaliação basear-se-á em quatro atividades:

Atividade 1 - apresentação, em sala de aula, da avaliação de instrumento de coleta de dados, componente de alguma pesquisa (25%);

Atividade 2 - apresentação da avaliação por escrito (25%);

Atividade 3 - elaboração de um instrumento de levantamento de dados, sua utilização e a apresentação dos resultados da pesquisa com utilização do instrumento em forma de artigo (40%)
Um esboço de artigo formatado está disponível neste link.

Atividade 4 - preparação de 5 textos breves, conforme roteiro, veja aqui [arquivo exige Adobe Acrobat] (10%).
Estas atividades são indispensáveis, especialmente no que diz respeito ao acompanhamento das aulas.

Observação:
A não-participação em qualquer uma destas cinco atividades implica automaticamente na nota II
.

Menções:
SS 90 - 100 pontos (i.e., %); MS 70 - 89; MM 50 - 69; MI 30 - 49; II 11 - 29; SR 10 - 00 ou mais de 25% de faltas.

Informações Úteis

www.apa.org
www.sage.com
www.amazon.com
www.bn.com

A revista Public Opinion Quarterly é disponível via portal da CAPES (desde 1988) e via portal JStor desde o início.

 

Cronograma
Embora Babbie (1999) pode ser considerado o texto básico para esta disciplina, recomendar-se-á uma série de leituras adicionais e sugere-se a providência do material em tempo hábil, de tal maneira que a leitura indicada para cada aula seja realizada antes da mesma. O seguinte cronograma foi atualizado em 11 de novembro.
#
Data em 2004 Assunto
1 30 setembro Introdução à disciplina
Iniciando o planejamento de um survey
2 14 outubro Survey e alternativas (Hunt, 1985, cap 3; Kish, 1987, cap 1)
3 21 Considerações básicas sobre survey (Günther, 2003; Schuman & Kalton, 1985)
  28 Congresso de Psicologia, Ribeirão Preto
4 4 novembro
8-10
Questões éticas (Sieber, 1998)
5
10-12
Formulando questões (Fowler, 1998)
6 11 Escalas
7 18 opcional: 9-10 -— discussão do texto de Smith (1983)
Texto Breve 1: Smith (1983)
Juntando as peças
8 25 opcional: 9-10 — discussão do texto de Presser & Schuman (1980)
Texto Breve 2: Presser & Schuman (1980)
Apresentação da avaliação de um instrumento
  2 dezembro aula deste dia deslocado para o dia 9 de dezembro
9 9
8-10
Survey - entrevista (Günther et al., 1989)
10
10-12
Survey - correio (Dillman, 1974, 1978; Mongione, 1998)
11 16 opcional: 9-10 — discussão dos textos de Wiseman (1972) e Rogers (1976)
Texto Breve 3: Wiseman (1972) & Rogers (1976)
Survey - telefone (Lavrakas, 1993, 1998)
12 6 janeiro opcioinal: 9-10 — Discussão do texto de Singer, Frankel & Glassman (1983)
Texto Breve 4: Singer, Frankel & Glassman (1983)
Survey - internet
13 13 Amostragem (Henry, 1998; Kish, 1965)
14 20 opcional: 9-10 — Discussão do texto de Presser (1984)
Texto Breve 5: Presser (1984)
Considerações administrativas (Kammen & Stouthamer-Loeber, 1998)
15 27 Apresentação dos instrumentos desenvolvidos
Avaliação da disciplina

Projeto de Pesquisa
A natureza do projeto final será discutido no dia 14 de outubro, a segunda aula. Igualmente, a distribuição dos textos breves será informado neste dia.
Referências
Não há texto básico para esta disciplina. A lista de referências não está completa ainda. Algumas referências estão disponíveis neste site, através de links, outras são disponíveis
S pelo portal www.scielo.br 
C pelo Portal de Periódicos da CAPES
J pelo Portal JStore
X leitura disponibilizada para copiar. No decorrer do semestre podem ser indicadas leituras novas.
* recomenda-se a aquisição deste livro
  1. * Babbie, E. (1999). Métodos de pesquisa de survey. Belo Horizonte, MG: Editora UFMG.
  2. * Bickman, L., & Rog, D. J. (Eds.) (1998). Handbook of applied social research methods. Thousand Oaks, CA: Sage. Contém os seguintes capítulos relevantes para este seminário:
    1. Fowler, F. J. Design and evaluation of survey questions, (pp. 343-374).
    2. Henry, G. T. Practical sampling, (pp. 101-126).
    3. Kammen, W. B. v., & Stouthamer-Loeber, M. Practical aspects of interview data collection and data management, (pp. 375-397).
    4. Lavrakas, P. J. Methods for sampling and interviewing in telephone surveys, (pp. 429-472).
    5. Mangione, T. W. Mail surveys, (pp. 399-427).
    6. Sieber, J. E. Planning ethically responsible research, (pp. 127-156).
  3. C Birnbaum, M. H. (2004). Human research and data collection via the internet. Annual Review of Psychology, 55, 803-832.
  4. X Dawes, R. M., Smith, T. L. (1985). Attitude and opinion measurement. Em G. Lindsey & E. Aronson (eds.), Handbook of social psychology, 3rd ed., Vol 1 (pp. 509-566). New York: Random House.
  5. J Dillman, D. A. (1972). Increasing mail questionnaire response in large samples of the general public. Public Opinion Quarterly, 36, 254-257.
  6. Dillman, D. A. (1978). Mail and telephone surveys: The total design method. New York: Wiley.
  7. * Dillman, D. A. (2000). Mail and internet surveys: The tailored design method. New York: Wiley.
  8. Fink, A., & Kosecoff, J. (1985). How to conduct surveys: A step-by-step guide. Beverly Hills: Sage. 
  9. Freitas, H., Oliveira, M., Saccol, A. Z., & Moscarola, J. (2000). O método de pesquisa survey. Revista de Administração USP, 35(3), 105-112.
  10. Gouveia, V. V., & Günther, H. (1995). Taxa de resposta em levantamento de dados pelo correio: o efeito de quatro variáveis. Psicologia: Teoria e Pesquisa, 11, 163-168.
  11. Günther, H. (2003). Como elaborar um questionário. (Série: Planejamento de Pesquisa nas Ciências Sociais, N° 01). Brasília, DF: UnB, Laboratório de Psicologia Ambiental.
  12. X Günther, H., Brito, S. M. O., & Silva, M. S. M. M. (1989). Relação entrevistador - entrevistado. Um exemplo de técnica de entrevista com grupos marginalizados: meninos de rua. Psicologia: Reflexão e Crítica, 4(1/2), 12-23.
  13. X Günther, H., & Lopes, Jr., J. (1990). Perguntas abertas vs perguntas fechadas: uma comparação empírica. Psicologia: Teoria e Pesquisa, 6, 203-213.
  14. X Hunt, M. (1985). Profiles of social reserch: The scientific study of human interactions. New York: Russell Sage Foundation. [* capítulo 3: Sampling Social reality].
  15. Kish, L. (1965). Survey sampling. New York: Wiley.
  16. [X capítulo 1 de] Kish, L. (1987). Statistical design for research. New York: Wiley.
  17. C Krosnick, J. A. (1999). Survey research. Annual Review of Psychology, 50, 537-567.
  18. Lavrakas, P. J. (1993). Telephone survey methods: Sampling, selection, and supervision (2nd ed.). Thousnd Oaks, CA: Sage.
  19. Miller, D. C. (1991). Handbook of research design and social measurement. Newbury Park, CA: Sage.
  20. Pareek, U., & Rao, T. V. (1980). Cross-cultural surveys and interviewing. Em H. c. Triandis & J.W. berry (Eds.), Handbook of cross-cultural psychology, vol 2 Methodology (pp. 127-179). Boston: Allyn.
  21. J Presser, S. (1984). Is inaccuracy on factual survey items item-specific or respondent-specific? Public Opinion Quarterly, 48(1), 344-355. [reprinted in Singer & Presser, 1989)].
  22. J Presser, S., & Schuman, H. (1980). The measurement of a middle position in attitude surveys. Public Opinion Quarterly, 44(1), 70-85. [reprinted in Singer & Presser, 1989)].
  23. J Rogers, T. F. (1976). Interviews by telephone and in person: Quality of responses and field performance. Public Opinion Quarterly, 40(1), 51-65. [reprinted in Singer & Presser, 1989)].
  24. Rossi, P. H., & Freeman, H. E. (1989). Evaluation: A systematic approach. Thousand Oaks, SA: Sage.
  25. Rossi, P. H., Wright, J. d., & Anderson, A. B. (1983). Handbook of survey research. New York: Wiley.
  26. Schonlau, M., Fricker, R. D., & Elliott, M. e. (2001). Conducting research surveys via e-mail and the Web. Stanford, CA: Rand Corporation. Disponível via www.rand.org/publications/MR/MR1480/
  27. X Schuman, H., & Kalton, G. (1985). Survey methods. Em G. Lindsey & E. Aronson (eds.), Handbook of social psychology, 3rd ed., Vol 1 (pp. 635-697). New York: Random House.
  28. Schuman, H., & Presser, S. (1981). Questions and answers in attitude surveys: experiments on question form, wording, and context. New York: Academic Press.
  29. J Singer, E., Frankel, M. R., & Glassman, M. B. (1983). The effect of interviewer characteristics and expectations on response. Public Opinion Quarterly, 47(1), 68-83. [reprinted in Singer & Presser, 1989)].
  30. Singer, E., & Presser, S. (Eds.). (1989). Survey research methods: A reader. Chicago: U Chicago Press.
  31. J Smith, T. W. (1983). The hidden 25 percent: An analysis of nonresponse on the 1980 General Social Survey. Public Opinion Quarterly, 47(3), 386-404. [reprinted in Singer & Presser, 1989)].
  32. Sudman, S., & Bradburn, N. M. (1982). Asking questions. San Francisco, CA: Jossey-Bass.
  33. Sudman, S., Bradburn, N. M., & Schwarz, N. (1996). Thinking about answers: the application of cognitive processes to survey methodology. San Francisco, CA: Jossey-Bass.
  34. C Tourangeau, R. (2004). Survey research and social change. Annual Review of Psychology, 55, 775-801.
  35. J Wiseman, F. (1972). Methological bias on public opinion surveys. Public Opinion Quarterly, 36(1), 105-108. [reprinted in Singer & Presser, 1989)].
atualização 05/01/2005